Está aqui

Comentários efectuados por Lorena

  • Lorena comentou a entrada "O primeiro cego a estudar para padre" à 8 anos 11 meses atrás

    Aqui no Brasil, em Porto Alegre/RS, a primeira vez que me deparei com um padre com deficiência visual, ou melhor, vi alguém lendo em braile, foi num velório de uma pessoa amiga. Achei muito estranho aquele homem fazendo a encomendação do corpo ao rezar ia apalpando uma folha em branco. Mas eu não sabia que ele era cego. Mais tarde fiquei sabendo que ele era cego. Achei muito interessante. Depois que comecei a estudar pra trabalhar com alunos com deficiência Visual é que me lembrei desse fato. O nome dele é Padre Adão. Abraços

  • Lorena comentou a entrada "Acessibilidade no ensino superior" à 11 anos 10 meses atrás

    Oi, Abrahão, que bom que respondeste! Obrigada. A UPF está no caminho. Estamos incrementando o trabalho com outras idéias, mas e tu conheces a realidade das universidades brasileiras no que se refere à acessibilidade?

  • Lorena comentou a entrada "Desistir, Não Conheço Essa Palavra!" à 12 anos 5 meses atrás
    oi

    Oi, Ana, adorei o que tu escreveste no teu blog. Já repassei a tua história educacional pra outras pessoas que estão estudando e também para as coordenadorias de educação. É fundamental ter o professor especializado trabalhando na escola e proporcionar acessibilidade aos alunos, no entanto além da formação específica é necessário, também, que esse professor seja alguém que desafie o aluno a ser autônomo e buscar, enfrentar as dificuldades. Na verdade, você relatou uma situação muito comum hoje. Os professores especializados se aposentam e as secretarias não preparam ninguém para substituí-los. Além disso, penso que as pessoas deficientes visuais têm de batalhar por seu espaço, não esperar tudo nas mãos.
    Parabéns!!!!
    LORENA

  • Lorena comentou a entrada "Porque ser diferente é normal?" à 12 anos 8 meses atrás

    Penso que não existe inclusão. Há tentativas de incluir, mas a escola é preparada para um perfil específico de pessoa: branca, sem nenhum problema de aprendizagem, sem deficiência... Estamos ainda na dependência da sensibilidade dos diretores e professores. Sensibilidade é fundamental num ser humano, ninguém discute isso. Mas a educação é um direito garantido a todos pela constituição. Independe de sensibilidade nem boa vontade. É questão de direito. Apesar disso, acredito na educação, porque as pessoas não agem dessa forma por maldade, mas por ignorância. A sociedade civil organizada em associações, ONGs têm que continuar sua luta pela formação e informação das pessoas. É necessário desconstruir muitas concepções derivadas do senso comum, desmitificar muitas idéias. É necessário criar ações, estratégias que levem a sociedade a enxergar a pessoa, o ser humano, não o que lhe falta, sim porque as lógica da falta prevalece.
    Penso que as Universidades, nos cursos de graduação dos cursos de licenciatura precisariam oferecer mais suporte técnico e conhecimento sobre a área. Vejo que é um semestre apenas de educação inclusiva ministrado por professores que tem apenas o conhecimento teórico.

  • Lorena comentou a entrada "Descoberta em Coimbra cegueira em diabéticos" à 13 anos 1 semana atrás

    Oi, Sérgio, fiquei tão contente em saber sobre essa notícia porque aqui no Brasil, e sei que no mundo todo; mas do meu convívio, são muitas as pessoas que ficaram cegas por causa da diabetes. Já perdi vários amigos por causa disso. Por favor, nos mantenha informados. Abraços. Lorena