Está aqui

"Nenhum pessimista jamais descobriu os segredos das estrelas, nem velejou a uma terra inexplorada, nem abriu um novo céu para o espírito." (Helen Keller) - blog de Marco Poeta


Livro de honra de Marco Poeta

Amar sem preconceitos


CURSO DE FORMADOR DE BRAILLE PEÇO A VOSSA AJUDA

por Marco Poeta

OLÁ A TODOS!

TENHO TENTADO INFORMAR-ME SOBRE O CURSO DE FORMADOR DE BRAILLE, MAS NÃO TEM SIDO FÁCIL PORQUE JÁ PEDI INFORMAÇÕES NA ACAPO FAZ DUAS SEMANAS E AINDA NÃO TIVE RESPOSTA... ATÉ LÁ NÃO QUERO FICAR PARADO À ESPERA, POR ISSO TENHO PESQUISADO NA NET INFORMAÇÕES, O QUE SE TEM REVELADO UM POUCO FRUSTRANTE, PORQUE NÃO ENCONTRO O QUE PRETENDO...

...

Relatório de estágio

por Marco Poeta

RELATÓRIO DE ESTÁGIO

Marco Aurélio Maltez Branco

26 de Fevereiro de 2009

O presente relatório é fruto de um estágio realizado no Centro Novas Oportunidades (CNO) da Casa Pia de Lisboa – Centro de Educação e Desenvolvimento António Aurélio da Costa Ferreira.

...

O Braille na Minha Vida“O acesso à comunicação no seu sentido mais lato é o acesso ao conhecimento e este é de importância vital

por Marco Poeta

“O acesso à comunicação no seu sentido mais lato é o acesso ao conhecimento e este é de importância vital para nós se não quisermos ser desprezados ou “protegidos” por normovisuais condescendentes. Não precisamos de piedade nem de que nos lembrem que somos vulneráveis. Queremos ser tratados como iguais e é através da comunicação que podemos consegui-lo.”

(Louis Braille)

...

Como citar endereços da Internet?

por Marco Poeta

Como citar páginas de sites?

Hoje decidi partilhar convosco um pequeno truque (mas bastante eficaz!) que é possível que os utilizadores do Jaws ou com um terminal Braille possam citar endereços de páginas da Internet, por exemplo, quando estão a fazer um trabalho de pesquisa e têm de citar as fontes de onde retiraram a informação, nomeadamente de artigos ou links.

...

Cegueira ou apatia?

por Marco Poeta

Cegueira ou apatia?

O pior cego não é aquele que não vê mas aquele que não quer ver.

Eles não vêem o que eu vejo e eu não vejo o que eles vêem,
mas a criança vê mais longe que nós todos.
Desenganem-se que a cegueira não é escuridão e solidão
e também desenganem-se que a visão
não é a única chave para o conhecimento e a felicidade!

...

Sinestesias

por Marco Poeta

Todo o meu corpo é sensação...
A vida pulsa na minha mão,
O vento é a ondulação
E eu o mastro que vai arriba
Cortando as águas com bolhas de sabão.

Cheiro a terra amolecida
E repleta de enxames de perfumes trepidantes.
É impossível perseguir a bela fugitiva
Que leva o perfume que mais me entontece...
Apenas posso desejá-la como amantes distantes...

...

O Apolo dos Cegos

por Marco Poeta

Antes de a escuridão de tantos séculos se romper
E triunfar uma nova luz jamais apagável,
A vida dos cegos era tão miserável
E condenável à mais pobre das existências
E à mais indesejável das dependências.

Cegos eram grupos que incluíam loucos e doentes;
Cegos eram grupos escuros de mendigos plangentes;
Cegos eram grupos de criaturas de um fado infeliz;

...

A noite não é mais escura

por Marco Poeta

A noite não é mais escura

É noite
E estou nela.
Há muito que a noite
Deixou de ser uma escura tela
E passou a ser bela.

Não é um túnel na terra,
Húmido e escuro,
Onde a semente se encerra
E não fura o tecto duro
Da sua prisão
De completa escuridão.

Também não é
A infinita noite de Inverno.
Pensam que o preto é
O luto da vida
E um calvário eterno

...

Sonho é demanda

por Marco Poeta

"Deus quer, o homem sonha, a obra nasce."
Fernando Pessoa

Sonhei...
Que ia na rua solto
Como o pássaro para quem o céu foi feito.

Movia-me com a bengala branca,
Símbolo da paz e liberdade;
Ia adiante com fé na vida
E ria de felicidade.

Meu Deus
O que tenho sonhado
E como é preciso lutar,
Lutar com garras pelo sonho,
A razão pela qual aqui estou.

...

Helen Keller, A Grande Estrela-Guia

por Marco Poeta

Helen Keller, a Grande Estrela-Guia

Malvada a doença e a sua sorte!
Soprou um vento norte
Pelos campos acalentados pela esperança.
Na América nasceu uma criança,
Tão pequena, tão novinha e tão bonitinha
E agora uma coitadinha!
A vizinhança com um sorriso num olho
E uma lágrima no outro…

Surda-cega-muda
Mas de uma chama aguda e brilhante
Como um diamante!

...

Se tu percebesses...

por Marco Poeta

Se tu percebesses...

Bolas mãe! És tão casmurra!
Nunca me deixas levar a bengala contigo,
Nunca ouves o que eu te digo
E, para cúmulo, fazes-te burra...

Por favor mãe, entende!
Nem tu ainda te apercebeste que cresci
E que cada vez menos preciso de ti,
Que é também sozinho que se aprende.

Na rua, esqueces-te de que não vejo,
Esqueces-te de avisar que vamos descer

...

Páginas



61 a 71 de 71