Está aqui

Comentários efectuados por VALERIA DE OLIVEIRA SILVA

  • VALERIA DE OLIVEIRA SILVA comentou a entrada "Introdução aos Leitores de Telas - Vanessa Rodrigues " à 6 anos 8 meses atrás

    Agradeço a todos que estão acompanhando minhas postagens, os quais vêm contribuindo para a melhoria da minha atuação profissional!
    Na realidade não sou uma pessoa com deficiência, apenas sou apaixonada pela minha profissão, lecionar!
    E, neste ofício que escolhi como ideal de vida, optei por ser professora de TODOS, desta forma, cotidianamente busco informações junto a quem vivencia a condição de ser uma pessoa com deficiência!
    Nos últimos vinte anos, venho dedicando-me à luta pelos direitos da pessoa com deficiência e, especificamente, a partir de março de 2011 tento aprofundar meus conhecimentos sobre acessibilidade eletrônica para pessoas com deficiência visual.
    Minha principal área de interesse é a educação online e os ambientes virtuais de aprendizagem, por isso preciso entender cada vez mais sobre os softwares que dão acesso a estes ambientes.
    Sei também que entender como estruturar um ambiente virtual fará toda diferença para quem necessita usar um software para acessar tais ambientes; logo, todos os comentários vindos dos companheiros que compartilham as informações postadas no LERPARAVER sempre são muito importantes!
    Obrigada!
    Valeria de Oliveira

  • VALERIA DE OLIVEIRA SILVA comentou a entrada "Introdução aos Leitores de Telas - Vanessa Rodrigues " à 6 anos 8 meses atrás

    Companheiros,
    Obrigada pelos comentários!
    Vanessa é jovem e está em formação.
    Esta iniciativa é para fazer com que ela se posicione!
    Vejam a resposta dela!

    Olá!
    Vamos aos esclarecimentos:
    Bom, o Dosvox cria o seu próprio ambiente de trabalho, por isso tido como sistema operativo conforme o escrito no comentário. O Dosvox tem
    comandos próprios, pois tem um ambiente próprio. Já os outros leitores de tela como o NVDA, Jaws, quando se referem a comandos do windows, os
    comandos são os mesmos, diferenciando-se apenas pelos comandos relacionados aos leitores, como por exemplo, ativar e desligar.

    Mas, penso que o Dosvox obedece a função de leitor de tela em variados exemplos. Quando nos informarmos com relação as janelas abertas, digitamos a letra v a partir da tela inicial do programa e o Dosvox lê as janelas que encontram-se abertas.
    Caso tenhamos janelas abertas no windows, elas serão faladas.
    Desculpe não ter esclarecido o bastante durante o vídeo.
    Foi breve, fora uma introdução e vamos nos aprofundar para além desse primeiro contato.
    Atenciosamente, Vanessa Rodrigues.

  • VALERIA DE OLIVEIRA SILVA comentou a entrada "Inclusão de graduandos com deficiência visual em cursos online" à 6 anos 10 meses atrás

    Olá,

    Sim, ainda há muito a ser feito, principalmente no tocante à formação de professores e de outros profissionais responsáveis pelo desenho didático dos AVA. Não adiante a existência das tecnologias que possibilitam a acessibilidade eletrônica, se não há quem faça uso dos recursos oferecidos nestes ambientes.

    Também é fato que precisamos preparar nossos alunos com deficiência visual para tais usos desde o início da sua escolarização e, aos que têm uma deficiência visual adquirida, devemos apresentar-lhes os recursos supracitados logo no início da sua reabilitação!

    Destaco, ainda, que a leitura e escrita em Braille não devem ser substituídas pelo uso de leitores de telas, tais práticas devem ser incorporadas simultaneamente por nossos alunos. É a partir da leitura e escrita em Braille que estes discentes tomarão consciência da estrutura morfossintática dos vocábulos da sua língua materna e das demais que vier aprender.