Está aqui

Comentários efectuados por amanda.maia

  • amanda.maia comentou a entrada "Amizades" à 5 anos 4 meses atrás

    Seria ótimo se conseguíssemos. Que tipo de trabalho você gostaria de fazer? Quantos anos você tem? Fiquei sabendo que o Lar Santa Luzia faz teatros para outras escolas, tentei ajudá-los como voluntária mas infelizmente não consegui.

  • amanda.maia comentou a entrada "Amizades" à 5 anos 9 meses atrás

    Olá Marco, é um prazer conhecê-lo!

    Eu não lembro exatamente como eu comecei a ter interesse por essas coisas. Quando eu tinha 16 anos, tive vontade de aprender língua de sinais. Consegui fazer um curso e conheci alguns surdos lá.
    Depois comecei a ter interesse em aprender braille, mas naquela época eu cursava ensino médio e técnico por período integral e fazia curso de língua de sinais aos fins de semana. Além disso não encontrei curso de braille aqui por perto. Hoje eu tenho mais tempo livre e estou tentando aprender braille sozinha. Acredito que o meu interesse em ajudar os outros de graça começou pela forma como minha mãe me educou. Ela não tem tempo de fazer trabalhos voluntários mas sempre que pode ela ajuda as pessoas e me incentiva a fazer o mesmo, ajudar sem receber algo em troca.

    Eu não conhecia o implante coclear, achei muito interessante! O que causou as limitações em você e sua namorada?

    Obrigada por torcer por mim.

  • amanda.maia comentou a entrada "Amizades" à 5 anos 9 meses atrás

    Olá Céu, prazer conhecê-la. Tudo bem?

    Eu sou brasileira, moro em Bauru-SP. Tenho 22 anos. Se eu morasse em Portugal, seria um prazer imenso ser voluntária na ACAPO. Aqui na cidade temos o Lar e Escola Santa Luzia para cegos, entrei em contato com eles mas infelizmente não aceitaram trabalho voluntário. Estou tentando aprender braille pela internet porque não encontrei pessoas que ensinassem aqui por perto. Quase não há acessibilidade na minha cidade, acredito que existe apenas uma faixa de pedestre com acessibilidade e as calçadas e ruas são muito irregulares por aqui. Qual a maior dificuldade que vocês enfrentam?